Concurso para Auditor Fiscal em Curitiba 2018


Oportunidade é disponibilizada para profissionais com nível superior. Edital devera ser publicado em breve.

O concurso público para Auditor Fiscal da Prefeitura de Curitiba, no estado do Paraná, está em fase de definição da banca. Segundo informações, o prefeito Rafael Greca garantiu que o edital será divulgado em breve. Vale lembrar que o mesmo já autorizou a realização do certame.

Para verificar essas e outras informações, basta o interessado acessar o portal eletrônico da prefeitura. O concurso público ISS Curitiba 2018 pretende recrutar profissionais do cargo Auditor Fiscal, que exige do candidato o nível superior. Saiba mais!


Concurso público para Auditor Fiscal 2018

O cargo de auditor exige alguns requisitos, segundo o concurso da prefeitura de Curitiba. Entre eles estão o nível superior completo nas áreas de Administração, Tecnólogo em Gestão Financeira, Direito, Tecnólogo em Gestão Tributária, Ciências Contábeis e Tecnólogo em Gestão Pública.

O profissional também deve ser registrado no conselho regional e deve ter CNH. De acordo com o certame, a carteira de habilitação deve corresponder ao modelo de veículo a ser conduzido. O aprovado terá remuneração de acordo com o mercado e ótimos benefícios.

O novo contratado da Prefeitura deverá, claro, cumprir a jornada de trabalho, de 40 horas semanais. A remuneração, que está de acordo com a tabela do ano passado, pode variar: o valor inicial é de R$ 8.619,01, podendo chegar a R$ 22.657,74.



Auditor Fiscal

A função de auditor fiscal requer do profissional a realização de vistorias, fiscalização dos registros contábeis e efetuar estudos socioeconômicos, que tem como intuito a execução de pesquisas no mercado. Além das exigências, o cargo ainda tem como missão supervisionar as atividades que envolvem tributos municipais.

Último concurso

Em 2011 ocorreu o último concurso publico para auditor fiscal da Prefeitura de Curitiba onde ofertou 10 vagas. O certame contou com exame médico admissional, avaliação psicológica e prova objetiva – que contou com 40 perguntas de múltipla escolha.

Só para recordar: a prova englobou conhecimentos de direito tributário, direito administrativo, direito constitucional, contabilidade geral, leis e decretos, legislação tributária e direito civil. Veja alguns assuntos abordados:

  • Direito administrativo: Tributos de Competência dos Municípios; Competência Tributária; Domicílio Tributário; Solidariedade; Aplicação da Legislação Tributária; Limitações Constitucionais do Poder de Tributar; Conceito e Classificação dos Tributos; Crédito Tributário; Fiscalização; Dívida Ativa.
  • Direito constitucional: Hierarquia das leis; Constituição: conceito; Organização do Estado; Administração pública; Poder Executivo; Atribuições e responsabilidades do Sistema tributário nacional.
  • Contabilidade geral: objetivos, conceito e usuários da informação contábil; Livros contábeis obrigatórios e documentação contábil; Princípios e Normas Brasileiras de Contabilidade; documentação contábil; Apuração dos resultados; Regimes de apuração.
  • Leis e decretos: Decreto nº 622/2010, de 25 de maio de 2010; Decreto nº 1261, de 8 de outubro de 2009; Decreto n° 230/2010, de 4 de março de 2010; Decreto nº 615, de 17 de março de 2011; Decreto nº 1363, de 15 de dezembro de 2008; Decreto nº 1442, de 17 de dezembro de 2007.
  • Legislação tributária: Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis por Atos Intervivos; Lei Complementar nº 40, de 18 de dezembro de 2001; Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana; Lei nº9806, de 03 de janeiro de 2000; Lei Complementar nº 10, de 14 de dezembro de 1994; Lei Complementar nº 55, de 31 de março de 2005.
  • Direito civil: Da prescrição e decadência; Das pessoas naturais e jurídicas; Escrituração; Sociedade; Empresário; Da empresa individual (EIRELI); Do domicílio; Da transmissão das obrigações; Dos atos jurídicos lícitos e ilícitos.

Para mais informações, fique de olho no site oficial do órgão, já que será por lá que os detalhes sobre a banca organizadora serão publicados. Vale ressaltar que o número de vagas, taxa de inscrição e a data da matrícula ainda serão definidos. Então fique atento!

Fábio Santos

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *