Concurso TJ-AM 2019 – Previsão de Edital


Novo certame público de alta categoria está próximo de ser oficialmente aberto.

Um novo processo seletivo para cargos no Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJ AM) está para ser aberto. De acordo com o desembargador do Estado, foi confirmado, na última quinta-feira, dia 30 de maio, o critério de distribuição dos postos efetivos neste novo certame público de 2019.

Conforme os dados oficiais, este processo de seleção contemplará em torno de 480 postos de trabalho, dos quais 160 se destinam ao imediato preenchimento e os demais 320 formarão o cadastro reserva de pessoas. Destas 160 vagas imediatas, 140 estarão lotando cargos na função de assistente judiciário, o qual exige somente escolaridade de ensino médio, sendo as demais 20 vagas destinadas ao preenchimento de cargos na função de analista judiciário, com exigência de formação em nível superior.


Esta confirmação se deu ao longo do evento que firmou a assinatura de contrato junto à futura banca organizadora, a qual estará nas mãos da Cebraspe. Portanto, este concurso público, além de disponibilizar 160 postos, vai manter o triplo de vagas que estarão contidas no chamado cadastro reserva de pessoas. Este posterior preenchimento se dará em conformidade com as necessidades do próprio Tribunal. Os candidatos selecionados dentro da escala das vagas imediatas serão convocados, nomeados e contratados até o início do ano de 2020.

Deste modo, a previsão indica que o documento de edital que abre o período de inscrições esteja definitivamente publicado no primeiro mês do segundo semestre deste ano. As provas objetivas serão ministradas até o mês de novembro.

De acordo com o presidente do Tribunal de Justiça do estado do Amazonas, este certame deveria ter sido realizado desde o mês de janeiro, porém, a uma série de trâmites burocráticos o processo atrasou.



Entretanto, este mesmo processo de seleção para provimento de cargos no Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas está sendo aguardado desde o dia 4 do mês de julho de 2018, sendo a data em que o mesmo foi anunciado pelo próprio presidente do órgão, ao longo da solenidade na posse de seu cargo.

Destes 140 postos reservados ao preenchimento do cargo de assistente, em nível médio, 127 serão lotados na própria comarca da capital daquele estado, município de Manaus.

Os demais 13 postos serão lotados em regiões do interior do estado, dos quais sete na chamada sub-região de Alto Solimões, que abrange as cidades de Atalaia do Norte; de Benjamin Constant; de São Paulo de Olivença; cidade de Santo Antônio do Içá; cidade de Tabatinga e na cidade de Amaturá. Os demais seis serão lotados na chamada sub-região do baixo Amazonas, que abrange as cidades de Parintins; de Barreirinha; cidade de Boa Vista do Ramos; de Nhamundá; de São Sebastião do Uatumã e na cidade de Urucará.

A distribuição das funções dentro de cada área de atuação, com relação as 127 vagas reservadas para a capital daquele Estado, 100 delas estão reservadas para áreas diversas, sem definição mais precisa, dez vagas serão destinadas à função de programador; 15 vagas serão destinadas à função de suporte aos usuários de informática e as últimas duas vagas serão destinadas ao cargo de técnico no r amo de segurança do trabalho.

Para o interior do estado, das sete vagas existentes, com lotação programada para a sub-região do Alto Solimões, seis vagas estão reservadas ao cargo de assistente judiciário geral, sendo uma vaga reservada à função de suporte aos usuários de informática.

Com relação á demais seis vagas reservadas para lotação na sub-área do Baixo Amazonas, cinco serão ocupadas no cargo de assistente judiciário geral, sendo apenas uma para o cargo na função de suporte aos usuários de informática.

Paulo Henrique dos Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *